Portaria Remota

Portaria remota: quais são os cuidados necessários ao implantar?

O serviço de portaria remota agrega praticidade para síndicos e moradores. Contudo, mais do que o simples atendimento e o controle de acesso, esse recurso requer uma infraestrutura do condomínio para que a operação e o monitoramento à distância sejam eficientes.

Para isso, é necessário tomar alguns cuidados específicos ao implantar esse novo sistema, realizando os ajustes exigidos para que o serviço funcione em sua totalidade, sem colocar a segurança do condomínio em risco.

Quer saber mais? Confira, abaixo, o que observar para instalar uma portaria remota de forma eficiente!

Quais características mínimas a solução contratada deve ter para funcionar

Comunicação ininterrupta com a central da portaria remota

Antes de qualquer coisa é preciso que a comunicação entre quem está no prédio e a central remota esteja garantida, o que é feito por meio da transmissão de imagens e vozes, pela internet.

Realize uma manutenção preventiva do sistema de interfonia verificando se os interfones podem ser reaproveitados ou precisam ser trocados. Devem ser inspecionados os interfones de atendimento externo (os que ficam na rua) e os que estão situados nos ambientes internos do condomínio (elevadores, garagens, etc).

Existem sistemas que permitem a gravação de todo o atendimento para futuras consultas e controles, o que acrescenta maior organização e qualidade ao atendimento.

Qualidade das imagens e voz

Averigue se as imagens e voz captados são de boa qualidade, para garantir uma comunicação aceitável. Caso não, instale novos equipamentos mais adequados.

Para que uma portaria remota funcione adequadamente, é imprescindível um ótimo sistema de CFTV. Analise também a área de cobertura que os equipamentos abrangem, ou seja, o campo visual que a câmera dá aos atendentes. Por exemplo, é preciso viabilizar  a identificação correta das pessoas e o trajeto delas dentro do condomínio.

Outra questão é se o atendente tem a visualização completa da rua em frente ao condomínio, que possibilita a verificação de alguma situação de risco ao abrir o portão para a entrada a algum visitante.

Para tanto, podem ser necessárias novas câmeras ou o reposicionamento das que já existem para atender ao novo sistema.

Portões de acesso

Os portões de acesso devem devem ter manutenção preventiva mensalmente, tanto o de pedestres quanto os de carros. Cheque os motores, molas aéreas, travas magnéticas e dobradiças.

É importante que o condomínio tenha uma ‘’clausura de acesso’’, ou seja, portões e cancelas que restrinjam o acesso dos condôminos e do sistema de portaria remota com segurança.

Geralmente, os sistemas permitem a abertura remota dos portões de pedestres e da garagem, mas na prática, os portões da garagem são abertos pelos próprios moradores que deverão ganhar um novo controle remoto ou o TAG Veicular (igual ao sem parar) que identifica unicamente o condômino.

Plano de contingência

No Brasil, é comum enfrentarmos oscilações elétricas. Pensando nisso, monte um plano de contingência, adquirindo as ferramentas necessárias para continuar em contato com a central de monitoramento quando ocorrerem quedas de energia e internet.

Instale nobreaks e gerador de energia para sustentar todos os equipamentos da portaria remota. Sem energia nada funciona!

Outro ponto é a redundância da internet, que  é extremamente útil quando o sinal de uma determinada operadora cai. Nesse caso, a  redundância assume deixando transparente esse problema aos moradores.

sistema de portaria remota deverá permitir também a operação presencial por um porteiro em situações extremas. O profissional precisa se comunicar através do interfone, abrir e fechar os portões, bem como visualizar as câmeras.

Assegure-se de que todos os processos estão cobertos e os funcionários treinados

Faça uma vistoria de todos os processos que acontecem no condomínio, como entrada e saída de pessoas e entregas, visitantes para o salão de festas, mudanças de apartamentos, para assegurar-se de que eles estão cobertos pelo novo sistema e não oferecem brechas para pessoas má intencionadas.

Caso tenha algum outro funcionário no condomínio é muito importante que ele seja treinado para trabalhar junto ao sistema, complementando o trabalho dos operadores remotos. O mesmo vale para os moradores, que necessitam de suporte e treinamento para utilizar a portaria remota em diferentes circunstâncias. Dessa forma, potencializam-se a eficiência e segurança do serviço.

Está em busca de um sistema de portaria remota em Campinas? Entre em contato com a Empowerment Security e descubra como podemos ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *